Roma estudar no exterior

QUANDO OS FILHOS (e netos) CRIAM ASAS… Por Vilma

Tatá no Coliseu, que sonho!
Tatá no Coliseu, que sonho!

Em seu segundo semestre na Universidade fomos informados pelo nosso filho, Tatá, que lhe fora oferecida a oportunidade de estudar nas férias em Roma. Feliz da vida ele aceitou e a primeira coisa que ele falou foi:

“ – Aproveitarei  para ir a Alemanha visitar a família do Max em um dos finais de semana que eu estiver em Roma!”.

Tinha passado exatos 6 anos desde seu intercâmbio para estudar na Alemanha.

Se quiser saber mais sobre esta história do intercâmbio e como lidamos com nosso filho indo para outro país aos 13 anos acesse o link: http://indoemfrente.com/intercambio-na-alemanha-aos-13-anos/

O sono bateu...
O sono bateu…

Só que desta vez foi muito diferente, ele havia realmente crescido. Comprou as passagens, escolheu o itinerário (inclusive aguentando um layover de 12 horas em Oslo, na Noruega, para pagar um preço mais barato) e resolveu outros preparativos que envolveram a viagem.

Aeroporto ode Oslo, Noruega, onde passaram 12 horas esperando...
Aeroporto ode Oslo, Noruega, onde passaram 12 horas esperando…

Inclusive ele e o colega de Universidade decidiram que visitariam Londres por dois dias antes de ir à Roma.

Fizeram a reserva de hotel em Londres, de uma forma que me deixou preocupada, mas acabou dando tudo certo! Visitaram os lugares que queriam, foram a um Pub, ao Estádio de Futebol do Chelsea e acabaram perdendo a troca da guarda da Rainha por meia hora… (tadinhos!).

Eles acharam as coisas bem caras por lá.  Fico imaginando dois adolescentes de 19 anos tomando decisões sobre onde ir e se organizando nos horários dos eventos  que queriam visitar!!!

Big Ben – Londres – Inglaterra
Big Ben – Londres – Inglaterra
Para nós que amamos futebol: o famoso Estádio do Chelsea!
Para nós que amamos futebol: o famoso Estádio do Chelsea!
Brian (o colega da Universidade que foi com ele) no Estádio do Chelsea, na Inglaterra.

Depois seguiram para Roma e chegaram num domingo à noite. A van da Universidade os aguardava no aeroporto. Porém,  para  a surpresa dos dois, ela os deixou num local equivocado e tiveram que caminhar com as malas por umas 10 quadras até chegarem ao dormitório da Universidade…

Assim começaram as aulas e as aventuras em Roma, durante as quais tiveram a oportunidade de visitar muitos lugares famosos e maravilhosos.

Um detalhe importante: dentro da Capela Sistina não é permitido tirar fotos, mas não se preocupe, porque havia (e há!) muitos lugares para fotografar. Roma poderia ser conhecida como um museu a céu aberto, de tanta arte espalhada por todos os lugares da cidade:

Coliseu
Coliseu
Escultura no Museu do Vaticano
Escultura no Museu do Vaticano
Basílica de São Pedro!
Basílica de São Pedro!
Pintura no teto na antessala da Capela Sistina.
Pintura no teto na antessala da Capela Sistina.
Piazza del Popolo - Praça do Povo - Roma
Piazza del Popolo – Praça do Povo – Roma
Fórum Romano - Forum Romanum - Construído durante o Império Romano, considerada a primeira praça de Roma!
Fórum Romano – Forum Romanum – Construído durante o Império Romano, considerada a primeira praça de Roma!
Famosíssima Fonte de Trevi – Fontana di Trevi
Famosíssima Fonte de Trevi – Fontana di Trevi

Os outros estudantes americanos não saiam sem ele, por medo de se perderem e por não conseguirem se comunicar! O Tatá, por estar acostumado com o Brasil, sabia se movimentar melhor naquela cultura, inclusive orientando os colegas a não caminharem por ruas estreitas e escuras à noite. Além disso, outra informação bem latina: como atravessar as ruas correndo (risos).

Um dia recebemos uma mensagem dele dizendo:

“ – Iremos passar o final de semana na Costa Amalfitana!”.

Lógico que ficamos felizes, mas como pais, perguntamos:

“ – Quem vai, onde irão ficar, etc.”.

A resposta foi:

“ – Iremos alugar uma casa e dividiremos entre os sete”.

Nessa hora percebemos que não tínhamos mais o que falar. Outra vez precisávamos soltar as rédeas e deixar que eles planejassem mais essa viagem.

Passaram um final de semana maravilhoso na Costa Amalfitana, na Itália. Alugaram uma casa, viajaram de trem e de barco. Assim conheceram um dos lugares mais inesquecível para eles. Imagina se não tivéssemos permitido!!!

O mar mediterrâneo, não tem areia, somente pedrinhas! O que também faz parte da experiência de conhecer coisas novas!

Praias com pedrinhas, nem por isso menos belas!
Praias com pedrinhas, nem por isso menos belas!

Quer ver e conhecer melhor este belíssimo lugar? Acesse nossa reportagem sobre a Costa Amalfitana pelo link: http://indoemfrente.com/a-beleza-da-costa-amalfitana-la-bellezza-della-costiera-amalfitana-por-tata/

Os 7 colegas da Universidade na Costa Amalfitana
Os 7 colegas da Universidade na Costa Amalfitana

Quando contei para a Lilian, creio que ela teve um choque, porque o “menino” que tinha acabado o segundo grau um ano antes, estava viajando pela Europa sozinho e decidindo que lugares iria visitar! Eu logo disse:

“ – Calma, Lilian, sua hora não está tão longe de chegar!” (o filho dela é alguns anos mais novo).

Meses mais tarde ela me falou:

“ – Naquele momento me dei conta de que ele cresceu, que já é um adulto com vida própria!”.

Para fechar com chave de ouro”, como diz o ditado, ele foi à Munique, Nurembergue  e Erlangen, onde visitou a família que o hospedara 6 anos antes, durante o intercâmbio, quando tinha apenas 13 anos, e com a qual ainda mantemos contato.

Tatá e Max na Alemanha: um emocionante reencontro!
Tatá e Max na Alemanha: um emocionante reencontro!

Uma coisa que ficou bem clara para ele foi que voltar para a Alemanha anos mais tarde e ver os mesmos lugares com outra perspectiva foi muito importante. Além disso, a alegria de ainda poder manter contato com a família que ele conviveu como um membro, já que está num país tão distante do nosso.

7 comentários em “QUANDO OS FILHOS (e netos) CRIAM ASAS… Por Vilma

    1. Danke schön, Tanja, und was für eine Überraschung (and what a surprise)!!!
      You put a lot of effort into writing it in Portuguese, and it was really appreciated!
      Thank you very much, and your family will be always welcome at our home too!!!
      As we Brazilian say: Beijos e um grande abraço or hugs and kisses – XOXO!!!

    1. Beth, obrigado por curtir a primeira matéria sobre seu sobrinho, por seus comentários e todo o apoio!
      Volte sempre e um abraço enorme!!!

  1. Gostei muito de tudo! Muita arte, o que é de se esperar na Europa, principalmente na Itália, o berço da arte! Gostei de ver o arrojo dos meninos, com o Tatá dando as coordenadas para os colegas, com relação aos perigos noturnos, acostumado que está, pelos noticiários de sua Terra Natal. Nós, os pais, sempre ficamos preocupados com as aventuras dos adolescentes, mas eles são mais espertos do que imaginamos!

    1. Realmente, Maria do Carmo, os meninos se viram muito bem, nós e que custamos para entender o quanto eles já são maduros, não é?
      Um grande abraço!

Deixe um comentário

Preenchimento obrigatório *